Pragas das orquídeas

São várias as pragas que atacam estas plantas e para tentar controlar a situação, nada  melhor do que as manter com boa luminosidade, humidade controlada e adubação correcta.

Manter a disposição dos vasos à volta de 20cm de distância é também importante, para que os parasitas não passem de uma planta para a outra.

Desinfectar o material usado, aquando do envasamento ou replantação é também um procedimento crucial, mantendo afastadas as que apresentam infestação para não contaminar as sadias.

O mais vulgar é mesmo o pulgão que gosta de atacar as hastes novas e se tal acontecer pode eliminar os botões novos em poucos dias.

As lesmas e os caracois são também peritos neste tipo de ataque, assim como diversos fungos.

É importanto vigiar regradamente as plantas para verificar se existe algum tipo de infestação, de forma a tentar travar a proliferação o mais cedo possível, evitando danos irreversíveis

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *